Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol trata de superlotação de presos e do auxílio alimentação com Delegado Geral

Por Imprensa (sexta-feira, 30/05/2014)
Atualizado em 30 de maio de 2014

A diretoria do Sindpol se reuniu, novamente, com o Delegado Geral, Carlos Alberto Reis, para cobrar solução da superlotação na Central de Flagrantes, que causa vitimou fatalmente um policial civil, além da implantação do auxílio alimentação.

O Delegado Geral informou que os detentos da Central de Flagrantes foram retirados. De acordo com ele, há vagas no sistema prisional. Ao elaborar o flagrante, o preso seja transferido à Casa de Custódia. Os detentos não poderão ultrapassar mais que 24 horas na Central de Flagrantes. Também ficou acordado de o delegado geral solicitar mais vagas no sistema prisional para a retirada de presos na Central de Flagrantes e a Casa de Custódia.

Auxílio alimentação

O Delegado Geral informou que o setor financeiro está realizando a implantação no sistema. Na ocasião, a coordenadora setorial do financeiro, Sandra Carneiro, prestou esclarecimentos. De acordo com ela, existe dificuldade do setor para implantar o auxílio aos policiais civis por vários motivos, como a falta de disciplina no envio das escalas, o trabalho minucioso de chegar as informações. Sandra Carneiro informou que até o dia 7 de junho, todas as escalas estarão processadas no sistema do Siafem. Ela também adiantou que o sistema de envio da escala será padronizado para evitar novos atrasos. E também disse que o pagamento do auxílio alimentação não está vinculado ao pagamento das faixas salariais do Estado.

 

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS