Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Sindpol trata de pendências dos aposentados e pensionistas na Alagoas Previdência

Por Imprensa (sexta-feira, 3/12/2021)
Atualizado em 3 de dezembro de 2021

Dirigentes do Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) se reuniram na quinta-feira (02), com o presidente da Alagoas Previdência, Roberto Moisés, para resolver as pendências dos aposentados e pensionistas. Entre os assuntos tratados, estão a revisão de pensão, pagamento retroativo, paridade e outros.

Na reunião, o presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, defendeu os direitos à paridade e à integralidade com relação ao acordo com o governo de Alagoas. O presidente da Alagoas Previdência esclareceu que o trâmite é pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), não pelo órgão previdenciário.

Os dirigentes do Sindpol cobraram a retirada da rubrica nos contracheques de Nível Sem Paridade (NSP) dos aposentados. O presidente da Alagoas Previdência alegou impossibilidade da retirada da rubrica devido ao parecer da Procuradoria Geral do Estado.

O vice-presidente do Sindpol, Jânio Vieira, relatou vários problemas com os aposentados e pensionistas. Informou que várias pensionistas solicitaram a revisão de pensão e foram prejudicadas com a redução do valor.

Os dirigentes também citaram o caso de um pensionista, que teve redução do provento e cobrança de R$ 70 mil pela Alagoas Previdência.

diante do problema, o presidente da Alagoas Previdência solicitou a relação das pensionistas que sofreram redução após a revisão.  O diretor de Esporte, Fernando Amorim, irá entregar a lista.

Retroativo
Outra demanda tratada pelos dirigentes do Sindpol foi o pagamento retroativo de progressão dos policiais civis, que haviam feito a solicitação do direito antes de serem aposentados. Moises Roberto informou que haverá o pagamento dos processos que já se encontram na Alagoas Previdência, no dia 23 deste mês.

O diretor de Esporte do Sindpol, Fernando Amorim, também cobrou o pagamento do reajuste salarial dos policiais civis aposentados, que não tiveram o aumento salarial em 2018. Fazem parte dessa situação 12 aposentados, desses, cinco já faleceram.

Ato da aposentadoria
Jânio Vieira informou que existem policiais civis, que deram entrada na aposentadoria, os quais estão há mais de cinco anos esperando a publicação do ato da aposentadoria. Ele destacou que quem solicitar a aposentadoria, não pode progredir, e o tempo não conta para a aposentadoria. O presidente do órgão estranhou a situação. Disse que o policial deveria ser aposentado com até seis meses, e não aguardar tanto tempo. Informou também que o ato da aposentadoria é assinado pelo governador.

Os dirigentes do Sindpol destacaram a importância da reunião para esclarecimento das questões específicas dos policiais civis, que estão se aposentados, para os aposentados e pensionistas, bem como para que o Sindpol possa orientar da melhor forma a categoria.

Na ocasião foram esclarecidos os pontos sobre as pensões conforme a nova reforma da previdência. Indagado sobre as aposentadorias dos policiais civis com a nova Lei da Reforma da previdência Estadual, Roberto Moisés informou que todos os policiais civis, que ingressaram na Polícia Civil até dezembro de 2019, aposentam-se com paridade e integralidade.

Do Sindpol, participaram Ricardo Nazário, Jânio Vieira, Fernando Amorim e Carlos Jorge da Rocha.

 

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2022 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS