Carregando
(82) 3221.7608 | 3336.6427

Veja o Manifesto da Cobrapol

Por Imprensa (segunda-feira, 1/04/2013)
Atualizado em 1 de abril de 2013

MANIFESTO DA COBRAPOL

Somos o país mais violento do mundo, mais de 186 mil assassinatos por ano. Temos a segunda maior população carcerária do planeta, com mais de 525 mil presos. Apesar de sermos a sexta economia mundial e concentrar em suas mãos mais de 70% de toda carga tributária, o Governo Federal na faz pela segurança pública nos estados. A Polícia Civil se encontra enfraquecida e sucateada sem condições de dar resposta a criminalidade que grassa neste país, com destaque para o tráfico de drogas especialmente a epidemia do crack e dos homicídios.

É preciso darmos um basta a tudo isso. Na contramão de modernizar e valorizar um novo modelo de segurança, saindo desse estado arcaico e ineficiente, o governo federal quer promover um verdadeiro retrocesso criando uma Lei Geral das Polícias Civis de forma autoritária e elitista, que acirra ainda mais o esfacelamento e fragmentação da polícia investigativa, precarizando ainda mais as relações de trabalho no ambiente policial, enfraquecendo a estrutura policial, aumentando a insegurança, a violência e a impunidade em todo o Brasil.

Considerando que a após mais de seis anos de debate entre governo e entidades de classe na construção de um projeto de lei de consenso com vistas a modernização das policias civis e valorização dos policiais, o governo, “na calada da noite”, através da SENASP e dos Ministérios da Justiça e do Planejamento, praticou um verdadeiro golpe, alterando substancialmente a natureza desse projeto de consenso, atendendo somente medidas benéficas ao cargo de delegado de polícia, aumentando ainda mais a concentração de poder dos mesmos, ignorando e rejeitando todas as reivindicações dos demais cargos de base, além de retirar conquistas e benefícios já alcançados nos estados.

Por tudo isso, a COBRAPOL, em conjunto com as entidades representativas das polícias civis em todo Brasil, mobiliza toda a classe policial contra o sucateamento da polícia civil e contra a aprovação do PL 1949/2007 em sua última redação dada pelo Ministro da Justiça José Eduardo Cardoso e a Secretária Nacional de Segurança Pública Regina Miki. Neste sentido, a COBRAPOL e suas entidades filiadas conclamam a todos os policiais civis para preparação da greve geral da polícia civil e pela realização de atos e manifestos que serão estrategicamente agendados, pois, país e governo que não cuidam da segurança de seu povo e não investem em nem valorizam seus policiais não são sérios e nem merecem o respeito e a consideração de nação moderna e desenvolvida.

“Sem o fortalecimento das polícias, sem investimento e valorização do policial e da segurança pública não há desenvolvimento, progresso e cidadania que prevaleça”

Contra o sucateamento da polícia civil, contra a alteração autoritária e elitista do PL 1949/2007.

Brasília, 27 de março de 2013

CONSELHO NACIONAL DE ENTIDADES DA COBRAPOL

Compartilhe essa notícia

WhatsApp

Comentários

Faça agora seu Recadastramento
e fique informado

© Copyright 2001 - 2021 | SINDICATO DOS POLICIAIS CIVIS DE ALAGOAS